blog

pop star

categoria: quem viver verá

Apesar de nossa bola de cristal estar no conserto, soubemos desde o começo que a Fatinha seria o maior sucesso do Armário sem Portas. Não deu outra: ela recebeu cartão postal de fãs de outros Estados (nós? Nunca!), foi solicitada a autografar exemplares do nosso livro e era o tema mais frequente dos elogios que nos chegavam por email (se você não sabe do que estamos falando ou quer matar saudades, veja aqui: https://www.litrosdeletras.com.br/asp/asp-100-108.pdf).

Um dia, telefonaram da Oficina de Vidência avisando que nosso adivinhador de futuros estava pronto, mas nem fomos buscar. Pra quê? Já sabíamos que a Fatinha era um hit insuperável.

Escreviam sobre ela até aqueles que duvidavam de sua existência, ou que acreditavam que existisse, mas não exatamente daquela maneira. Muita gente achou que estávamos exagerando ou inventando, em especial quanto aos recadinhos que trocávamos com ela. Pois bem. Em nossa pasta de papéis sentimentais, encontramos o famoso bilhete do “não deu”. Para os incrédulos, céticos e devotos de São Tomé, aí vai.

Quanto à Fatinha, já não a vemos diariamente, como antes, mas ainda podemos contar com seus pontuais (e longuíssimos) telefonemas a cada 15 dias. Para saber como ela agiu durante seu período de fama e o que anda fazendo hoje em dia, aguarde o AsP 2 – ou vá você mesmo buscar nossa bola de cristal no conserto.

comentários

Sim, Celia, a Fatinha foi um presente, pena que no lugar dela veio outro...de grego!rs

Enviada por: Karla

A Fatinha foi um presente não é Meninas?!!!rss * Não deu!!!rs

Enviada por: Célia

resignação era o nome do meio dela...

Enviada por: litros

Hahahahaha o melhor da Fatinha foi o "NÃO DEU"!

Enviada por: Karina Tosato

eu nunca duvidei, mas agradeço o comprovante, ok? beijo. Sandro

Enviada por: SM

deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Books